31 de out de 2011

O Garimpo Sustentável de Apiacás Produz Ouro Líquido

Vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=HJF8dirYlsQ
O norte de Mato Grosso é uma região onde o garimpo andou de mãos dadas com a colonização. O garimpo é uma atividade de muitas controvérsias ambientais e continua sendo praticada na região. Tião Fera, prefeito de Apiacás, sugeriu uma nova modalidade de garimpo para o município, o  Garimpo Sustentável.
Vamos produzir o Ouro Líquido da Amazônia! O Mel de Abelhas Nativas Sem ferrão, sem poluir, sem derrubar árvores, sem venenos, gerando qualidade de vida para as populações menos favorecidas.
O Programa de Meliponicultura de Apiacás prevê a implementação de um Banco de Matrizes e oportunizar geração de trabalho e renda com a produção do  mais delicioso mel que existe o mel de Abelhas Nativas Sem Ferrão da Amazônia.
A foto acima mostra o Sr. Gaudino com as suas 2 colônias, Melipona Interrupta e Melipona seminigra que eram criadas em caixas rústicas por mais de 15 anos. Sr. Galdino ampliou o plantel em 100% por meio de transferência das colônias para colmeias racionais associada a reprodução imediata. Alceu é outro Meliponicultor tradicional que integrou as suas colônias ao Meliponário Matriz.
Nossa meta é ao longo de 24 meses chegar a um plantel de 250 colmeias no Meliponário Matriz.

26 de out de 2011

Resgate de colônias

Estamos num momento muito especial aqui no Norte de Mato Grosso. As colônias que localizamos em caixas rústicas, velhos troncos e árvores quebradas estão sendo transferidas para colmeias racionais. No primeiro momento não usamos a melgueira X que é inserida após a chegada da colmeia no Meliponário. Já contamos com 12 colônias já em colmeias especiais que estão abrigadas no Meliponário Matriz de Alta Floresta. Temos Meliponas seminigra e rufiventris, vai aparecer compressipes também. A turma por aqui que nunca viu manejo de meliponíneos está um bocado surpresa e contente com os resultados iniciais, pois as abelhas estão com desenvolvimento acima do esperado. Entre trancos e barrancos de bate daqui e transporta dali, daqui mais um pouco já estaremos reproduzindo estas primeiras colônias e o projeto prevê que ao final de 24 meses um grupo de 250 Matrizes bem manejadas para subsidiar a Meliponicultura Sustentável do Vale do teles Pires - MT.

15 de out de 2011

Meliponicultura no Vale do Teles Pires - MT

Recebi um convite irrecusável para retornar ao mundo da Meliponicultura.
Numa articulação institucional, montamos um grande programa de Meliponicultura para o Norte de Mato Grosso.
Nosso trabalho ocorrerá num Consórcio de Municípios que fará da Meliponicultura um programa inovador e desafiador.
Os municípios de Carlinda, Alta Floresta, Nova Bandeirantes, Paranaíta, Apiacás e Nova Bandeirantes, entendem que, mais que produzir mel, a Meliponicultura será uma ferramente integradora nesta região.
Faremos um trabalho inicial pautado em juntar o escasso material biológico e por meio de reprodução controlada estabelecer 6 pólos com Bancos de Matrizes totalizando 1.500 colônias bem manejadas. Alta Floresta já conta com um Meliponário sendo trabalhado no mais alto padrão Fernando Oliveira, num padrão de medidas e espaços adequados ao bom manejo e respeito aos meliponíneos.
A medida que o trabalho for avançando as informações e fotos serão publicadas neste blog.
Além da prospecção, todas as Prefeituras foram visitadas e a resposta dos Prefeitos e Prefeitas foi imediata, com a aprovação da proposta de trabalho e o empenho de 100% dos investimentos necessários para tocar o projeto.

Seguidores